Preloading Soc. Com. C. Santos
Loading...

Notícias

21/09/2022 21:40

Mercedes-AMG C63 S E Performance: ainda mais desportivo e com força híbrida

Com tecnologia herdada da Fórmula 1, o novo Mercedes-AMG C63 S E Performance assume-se como uma das berlinas do segmento C mais potentes de sempre, com 680 cv e uma dinâmica excecional, que lhe permitem assegurar prestações de um superdesportivo. O melhor de tudo é que, como híbrido plug-in, também assegura autonomia em modo totalmente elétrico.

O novo Mercedes-AMG C 63 S E PERFORMANCE (consumo combinado de combustível, ponderado: 6,9 l/100 km; emissões combinadas de CO2, ponderadas: 156 g/km; consumo combinado de energia elétrica, ponderado: 11,7 kWh/100 km)[1], apresentando digitalmente hoje, é uma verdadeira mudança de jogo nos 55 anos de história da AMG.

Com o know-how da Fórmula 1™, oferece tecnologias de ponta herdadas do desporto automóvel que relança para a estrada, nomeadamente, ao nível da motorização híbrida.

Bem-vindos ao mais potente motor de quatro cilindros do mundo!

Um motor elétrico, de duas velocidades (a segunda é engrenada a partir dos 140 km/h), posicionado no eixo traseiro com 150 kW (204 cv) suporta o motor turbo de 2,0 litros que é montado longitudinalmente à frente e que é, tão só e apenas, o motor de quatro cilindros de produção mais potente do mundo. Este propulsor tetracilindrico tem uma potência/litro de 176 kW (238 cv) ou seja, totaliza 350 kW(476 cv).

 O fornecimento de potência e a acumulação de binário ocorrem de forma muito espontânea e sem demora: como na Fórmula 1™, o suporte elétrico do turbocompressor de gás de escape elimina o atraso do turbo do motor de combustão, ao mesmo tempo que a transmissão elétrica empurra com força de um impasse. A unidade de potência elétrica e a bateria de alto desempenho com 400 volts foram desenvolvidos internamente e de forma exclusiva pela AMG, sublinhando a competência de engenharia de alto nível dos programadores que trabalham em Affalterbach. Tal como na Fórmula 1™, a bateria é especificamente concebida para uma entrega rápida de energia e tração com inovador arrefecimento direto das células.

A potência do sistema combinado é de 500 kW (680 cv), enquanto o binário máximo combinado também impressiona, atingindo 1020 Nm. Novos valores de referência para o modelo Classe C.

Para colocar toda esta potência no chão, o motor está associado a um sistema de tração integral AMG Performance 4MATIC+, de entrega totalmente variável de acordo com a vectorização do binário. De acordo com a situação, a potência pode ser enviada para as rodas traseiras ou dianteiras, permitindo tração nas quatro rodas, esteja o veículo a receber energia do motor de combustão, elétrico ou dos dois, em modo híbrido.

Em todo o caso, a entrega de potência e o aumento do binário é feita de modo espontâneo e sem atrasos pois tal como na tecnologia de Fórmula 1™, o suporte elétrico do turbocompressor elimina o tempo de resposta do turbo no motor de combustão, enquanto o motor elétrico traseiro dá um impulso ainda maior ao conjunto (apresentando um sistema inovador de refrigeração das suas células), oferecendo uma experiência de condução totalmente nova e impressionante.  

Para isso também muito contribui a direção no eixo traseiro, bem como os oito modos de condução AMG DYNAMIC SELECT “Electric”, “Comfort”, “Battery Hold”, “Sport”, “Sport+”, “RACE”, “Slippery” e “Individual”, capazes de oferecerem uma vasta gama de experiências de condução - de eficiente a dinâmica.

Com elevadas credenciais técnicas, o Mercedes-AMG C 63 E S Performance oferece um dinâmica exemplar com prestações elevadas e de “fazer corar” alguns superdesportivos. Para atingir os primeiros 100 km/h após arranque parado, o mais potente AMG Classe C de sempre precisa apenas de 3,4 segundos, atingindo, depois, a velocidade máxima de 250 km/h ou, opcionalmente, de 280 km/h.

Híbrido Plug-in para curtas deslocações

Mas o C 63 S E Performance também é um híbrido plug-in, que permite gozar de autonomia totalmente elétrica. Para o efeito, viu montada uma bateria de 6,1 kWh, que permite que o modelo se desloque em modo totalmente elétrico, sustentável e silencioso ao longo de 11 km. Neste modo elétrico, a mais recente geração do AMG C pode atingir até 130 km/h de velocidade.

Design irreverente e musculado

A forma segue a função: o desenho do novo C 63 S E Performance difere do do Mercedes-Benz Classe C nas suas proporções mais musculosas. Os modelos berlina e carrinha e são ambos baseados numa carroçaria AMG extensivamente modificada. A extremidade dianteira é 50 milímetros mais comprida e as asas dianteiras são mais largas. No total, as dimensões exteriores gerais diferem consideravelmente das do Classe C da Mercedes-Benz. Em termos de comprimento, tanto a berlina e a carrinha medem 83 milímetros a mais. A largura maior da via no eixo dianteiro resulta numa secção dianteira 76 milímetros mais larga, enquanto a distância entre eixos também aumentou, neste caso, dez milímetros. Com todas estas alterações, o C 63 S E Performance ganha um novo look, mais poderoso, alargado e musculado.

Pela primeira vez num modelo de produção Mercedes-AMG, um emblema redondo com um emblema AMG preto substitui a estrela Mercedes do capot. Outros elementos típicos incluem a grelha do radiador específica da AMG com escoras verticais e o avental frontal da AMG em desenho de asa de jato. Generosas entradas e cortinas de ar direcionam o fluxo de ar especificamente para as suas várias funções. Dois painéis de ar controlados eletronicamente (atrás da grelha do radiador e no avental dianteiro) permitem que o ar seja regulado conforme necessário.

As saias laterais, o avental traseiro com grande difusor, bem como os dois trapezoidais, com nervuras exteriores duplas do tubo de escape, completam o design arrojado. Detalhes exclusivos na parte traseira incluem a asa aerodinâmica especial na tampa da bagageira (spoiler no tejadilho no caso da carrinha), a aba de carga do plug-in e a designação do modelo contra um fundo vermelho. O símbolo “E PERFORMANCE” nas asas confirma tratar-se de um modelo híbrido. O C 63 S E Performance tem jantes de liga leve AMG de 19 polegadas e pneus mistos de série, mas pode oferecer outras combinações, com jantes de 20 polegadas.

Estão também disponíveis inúmeros acabamentos de pintura e equipamento para proporcionar uma maior personalização. O magno de grafite cinzento fosco AMG está disponível exclusivamente para o C 63 S E Performance. O design exterior pode ser ainda mais acentuado com os packs de Fibra de Carbono Exterior AMG I e II, os packs AMG Night I e II ou o pack Aerodinâmico AMG.

Interior elegante e desportivo

No interior, os bancos desportivos AMG com uma disposição especial de estofos e um padrão de costura distinto contribuem para a impressão refinada. Há também muitas escolhas individuais disponíveis para o interior. Cores exclusivas e vários estofos em pele de napa com um emblema AMG estampado nos encostos de cabeça dianteiros servem para realçar o lado desportivo ou o lado luxuoso do C 63 S E Performance.

Os bancos AMG Performance de segunda geração, totalmente redesenhados, estão disponíveis como opção. A sua característica especial são os cintos de segurança laterais com aberturas que reduzem o peso e que também permitem uma melhor ventilação. Se forem selecionados estofos em pele de napa, estes também apresentam uma cor contrastante como um destaque extra. O logótipo AMG é agora posicionado entre as aberturas cromadas mate abaixo do apoio de cabeça integrado.

A sobressair está também a última geração do sistema de infoentretenimento com diversos écrans e funções específicas AMG e do sistema híbrido. O aspeto do painel de instrumentos pode ser personalizado com diferentes estilos de visualização. O estilo “Supersport”, específico da AMG, por exemplo, oferece a opção de exibir vários conteúdos através de uma estrutura de menu vertical, que incluem um menu com temperaturas específicas híbridas ou um menu de configuração que exibe as definições atuais da suspensão ou transmissão.

Os gráficos de alta qualidade no visor multimédia também visualizam de forma específica da AMG, tais como o fluxo de potência de todo o sistema de transmissão, velocidade do motor, potência, binário e temperatura do motor elétrico, bem como a temperatura da bateria.

Também há um botão de atalha para configurar programas de acionamento AMG DYNAMIC SELECT, enquanto o AMG TRACK PACE, que oferece o registo de dados de utilização do veículo em pista também está disponível. O software regista mais de 80 dados específicos do veículo, tais como velocidade, aceleração, ângulo de direção e acionamento do pedal do travão dez vezes por segundo, em condução de pista. Neste contexto, o cronómetro dá também o tempo por volta e por sector de pista.

Volante desportivo e multifuncional

Com o seu design distinto de dois raios e botões de controlo perfeitamente integrados, o  volante AMG Performance também oferece um valor acrescentado tangível. Os botões redondos do volante AMG impressionam com brilhantes mostradores e a sua lógica de funcionamento perfeita de rotação e pressão. Isto permite que funções de condução importantes e todos os modos de condução sejam controlados sem que o condutor tenha de tirar as mãos do volante. Como nova característica, é possível selecionar os níveis de regeneração da condução híbrida através dos botões do volante.

Não restam dúvidas, portanto, que ao Mercedes-AMG C 63 S E Performance não faltam argumentos para se tornar uma referência entre as melhores berlinas e carrinhas desportivas da atualidade.