Preloading Soc. Com. C. Santos
Loading...

Notícias

Mercedes-Benz é a marca premium mais vendida na indústria automóvel pela terceira vez consecutiva!

16/01/2019 01:15

Em 2018, a Mercedes-Benz alcançou o maior sucesso em termos de vendas da sua história, entregando mais de 2,3 milhões de automóveis em todo o mundo (+0,9%). Tornou-se igualmente e pela terceira vez consecutiva, a marca premium mais vendida na indústria automóvel!  

A Mercedes-Benz continua a ser a principal marca de automóveis premium em termos de vendas unitárias. Em 2018, a empresa aumentou as suas vendas globais de automóveis para 2.310.185 unidades, o seu oitavo ano recorde consecutivo (+ 0,9%). O novo recorde de vendas na divisão de automóveis da Daimler AG foi impulsionado, em particular, pelo sucesso da Mercedes-Benz na região da Ásia-Pacífico. Em todo o mundo, os modelos, incluindo os SUVs e o Classe E Limousine e Station, conseguiram gerar um significativo impulso de vendas em 2018.

image

A Mercedes-Benz completou o seu melhor ano de vendas também com o melhor trimestre da história da empresa (595.098 unidades, + 4,0%). Além disso, um novo recorde de dezembro foi estabelecido no mês passado com vendas de 206.532 unidades (+ 6,7%).

Em 2018, a Mercedes-Benz manteve a sua posição de marca premium nº1 em muitos mercados e garantiu a liderança de mercado em 22 países: Portugal, Alemanha, França, Rússia, Suíça, Polónia, Turquia, Dinamarca, Hungria, Roménia, Coreia do Sul, Japão, Austrália, Tailândia, Índia, Malásia, Vietnam, Singapura, EUA, Canadá, Brasil e Argentina.

image

Vendas região

Em 2018, na região da Ásia-Pacífico, foram comercializados 943.473 automóveis Mercedes-Benz (+ 7,8%). A China foi mais uma vez o maior mercado de vendas da empresa - não apenas na região Ásia-Pacífico, mas em todo o mundo. A estratégia de “Made in China, for China”, ajudou a Mercedes-Benz a atingir outro recorde de vendas em 2018, com um aumento de 11,1%. Em conjunto com a smart, a Daimler AG foi a primeira fabricante de produtos premium a superar o marco de 600.000 automóveis entregues na China ao longo de um ano. O crescimento nas vendas unitárias para um novo recorde foi alcançado também na Coreia do Sul (+ 4,9%), o segundo maior mercado da região Ásia-Pacífico.

Vendas unitárias da Mercedes-Benz na Europa

Na região da Europa, foram comercializados 933.697 veículos em 2018 (-2,3%). Os SUVs, Classe S e o novo Classe A registaram o maior crescimento. Na Alemanha, foram vendidos nos últimos doze meses 303.862 automóveis (+ 0,1%), garantindo assim a liderança de mercado da Mercedes-Benz no segmento premium deste mercado novamente em 2018. A Mercedes-Benz estabeleceu novos recordes de vendas em muitos mercados europeus, incluindo Espanha, Suíça, Suécia, Polónia, Dinamarca e Hungria.

Vendas de cerca de 380.000 unidades na região do NAFTA

Na região do NAFTA, foram comercializados 378.013 automóveis Mercedes-Benz entre janeiro e dezembro de 2018 (-5,6%). Nos Estados Unidos, foram vendidos 315.959 veículos em 2018 (-6,3%). A Mercedes-Benz conseguiu manter a sua liderança de mercado no segmento premium nos Estados Unidos pelo terceiro ano consecutivo e aumentou as suas vendas para um novo nível recorde no importante segmento de SUVs. A Mercedes-Benz também foi a marca premium mais vendida no Canadá, onde manteve a liderança de mercado pelo quinto ano consecutivo.

Vendas modelo

Com 820.721 unidades vendidas e uma taxa de crescimento de 1,9%, os SUVs da Mercedes-Benz deram uma contribuição significativa para o sucesso de vendas do ano passado. Em todas as três regiões principais da Ásia-Pacífico, Europa e NAFTA, foram vendidos mais SUVs Mercedes-Benz do que nunca. Este segmento é responsável por mais de um terço de todas as vendas da Mercedes-Benz. Os principais mercados em 2018 foram a China, os Estados Unidos e a Alemanha. Os SUVs mais vendidos no ano passado foram o GLC e o GLA. A história de sucesso dos veículos off-road prevê-se que continue em 2019 com o GLE, o EQC, bem como o facelift do modelo GLC e GLC Coupé.

image

Em cada quatro veículos Mercedes-Benz vendidos, um foi compacto

No ano de lançamento do novo Classe A, foram vendidos mais de 609.000 veículos compactos, o que significa que em cada quatro veículos vendido pela Mercedes-Benz em 2018, um deles era um modelo compacto. Os dois maiores mercados deste segmento no ano passado foram a China e a Alemanha. O nova Classe A registou um crescimento global de 3,4% em 2018 e alcançou um forte crescimento de vendas de 21,8% na Alemanha. A Mercedes-Benz continuará a construir este sucesso em 2019 com outros modelos da próxima geração de veículos compactos - incluindo o Classe A, o Classe B e o CLA.

image

Classe C continua a ser o modelo Mercedes-Benz com maior volume

Os Classe C Limousine e Station foram novamente os modelos Mercedes-Benz de maior volume no ano de facelift do modelo, com cerca de 397.000 unidades vendidas. A versão de longa distância entre eixos do Classe C Limousine, construído e vendido exclusivamente na China, estabeleceu um novo recorde com um crescimento de dois dígitos.

image

Classe E continua a atingir recordes no segundo ano após o lançamento

Entre janeiro e dezembro, foram comercializadas mais de 355.000 unidades do Classe E Limousine e Station. No segundo ano completo de vendas da nova geração, foi alcançado um aumento de 1,3%. Um importante impulsionador do crescimento do Classe E, é a contínua popularidade da versão de longa distância entre eixos na China (+ 32,7%).

image

Classe S com crescimento de vendas de dois dígitos em todo o mundo

O Classe S Limousine continuou a sua grande popularidade em 2018: aproximadamente um ano e meio após a chegada do facelift do modelo, foram vendidas 77.927 unidades em 2018 (+ 12,2%). O Classe S Limousine também alcançou um crescimento de vendas de 7% na Europa. O Mercedes-Maybach Classe S Limousine é muito bem sucedido e representa a máxima exclusividade e qualidade: em 2018, foram vendidos mais Mercedes-Maybach Classe S Limousine do que em qualquer ano anterior (+ 21,8%).

image

Dream cars: impulso de vendas proporcionado pelo novo CLS Coupé

No ano passado, foram comercializados cerca de 166.000 automóveis coupé, cabriolet e roadster Mercedes-Benz, com um importante contributo do CLS Coupé (+ 69,7%).

image

Crescimento contínuo nas vendas dos modelos Classe V e Classe X

Em 2018, o Classe V estabeleceu um novo recorde de vendas com 62.699 unidades comercializadas (+ 6,8%). O Classe X, disponível na Europa desde o final de 2017, alcançou mais de 14.000 unidades vendidas em 2018, tendo sido lançado com sucesso no ano passado, em mercados como a África do Sul e a Austrália. O motor de seis cilindros, que pode ser encomendado para a Classe X desde julho de 2018.

image

Mercedes-AMG vende mais de 118.000 veículos em 2018

A Mercedes-AMG, a marca de de automóveis desportivos e de alto desempenho da Mercedes-Benz, alcançou, tal como em 2017, vendas unitárias de seis dígitos no ano passado. Apesar dos atrasos na certificação em alguns mercados internacionais, foram entregues 118.204 veículos a clientes no ano passado (-10,4 %). Na China e no Japão, dois dos principais mercados de vendas da AMG, a empresa com sede em Affalterbach alcançou taxas de crescimento de dois dígitos em 2018, estabelecendo novos recordes em ambos os mercados. O ano passado foi caracterizado pela contínua expansão e mudança do portfólio de produtos, com os modelos “53” do CLS, Classe E Coupé e Cabri, e o importante lançamento no mercado do AMG GT 4 portas.

image

smart regista crescimento em 2018

No ano do seu 20º aniversário, a smart alcançou as vendas mais fortes da última década: 128.802 clientes optaram por um smart fortwo ou smart forfour nos últimos doze meses (-4,6%). Um aumento significativo nas vendas foi obtido na Alemanha, onde mais de 41.000 unidades do microcarro urbano foram entregues entre janeiro e dezembro (+ 14,0%). A smart desfrutou de grande popularidade também na China, onde alcançou o segundo melhor ano de vendas desde o seu lançamento em 2009. Com a integração do smart elétrico na marca de produtos e tecnologias EQ na última primavera, os três modelos smart elétricos representam os primeiros modelos produzidos em série da família EQ. O objetivo é converter completamente a smart para uma marca 100% elétrica na Europa até 2020, após a conversão já concluída nos Estados Unidos, Canadá e Noruega.

image