Preloading Soc. Com. C. Santos
Loading...

Notícias

Mercedes-Benz acelera eletrificação e Vision EQXX inspira futuro

22/07/2021 20:07

O Vision EQXX é um protótipo, com uma autonomia superior a 1000 km, que será lançado em 2022 e que materializa, afinal, a aceleração que a Mercedes-Benz pretende fazer nos próximos anos rumo à eletrificação total dos seus veículos. Saiba os pormenores desta estratégia que no final da década pretende tornar a marca 100% elétrica, nos mercados onde tal for possível!  

A Mercedes-Benz caminha a passos largos para a eletrificação automóvel, tendo anunciado que pretende tornar-se uma marca 100% elétrica até ao final da década, “onde as condições de mercado o permitam”, e que, já a partir de 2022, disponibilizará um veículo elétrico em todos os segmentos.

Acelerando a estratégia a já conhecida “Ambition 2039”, a marca da estrela também aponta para 2025 como um ano histórico, já que nessa altura todos os modelos da sua gama contarão com uma versão 100% elétrica, e a partir desse ano todas as plataformas lançadas serão apenas destinadas a veículos elétricos.

Nesse ano, está previsto o lançamento de três novas plataformas: MB.EA (destinada a automóveis de passageiros de média e grande dimensão), AMG.EA (destinada aos modelos desportivos elétricos AMG) e VAN.EA (usada para veículos comerciais ligeiros).

O aumento da gama de modelos EQ, de que já fazem parte os modelos EQA, EQB, EQC e EQV, está em marcha, com a família elétrica da Mercedes-EQ a ter planos para crescer ainda este ano com o EQS (berlina, para já, e mais tarde EQS SUV), num aumento continuado em 2022, com a introdução do novo EQE (berlina e SUV), o que colocará a marca com oito modelos totalmente elétricos no final do próximo ano.  

40 mil milhões de investimento

Para Ola Källenius, diretor executivo da Daimer e da Mercedes-Benz, “a mudança para os veículos elétricos está a ganhar velocidade, sobretudo no segmento de luxo, ao qual a Mercedes-Benz pertence. O ponto de inflexão está a aproximar-se e estaremos prontos à medida que os mercados mudarem para veículos 100% elétricos no final desta década”.

Ainda a propósito da aceleração da eletrificação da marca e no plano financeiro, o mesmo responsável considera que “esta etapa marca um profundo reajuste de capital. Ao gerir essa transformação rápida ao mesmo tempo que salvaguardamos os nossos objetivos de lucro, vamos garantir o longo sucesso da Mercedes-Benz. Graças à nossa força de trabalho qualificado e motivado, estou convencido de que seremos bem sucedidos nesta excitante nova era”.

Neste quadro empresarial, apesar de ter nos planos um investimento superior a 40 mil milhões de euros no desenvolvimento de novos veículos elétricos, a Mercedes-Benz prevê manter as suas margens de lucro, aumentando a receita líquida por cada exemplar vendido, ao mesmo tempo que potenciará a venda dos modelos Maybach e AMG, para além dos planos para incrementar o fluxo de vendas e serviços digitais, que, como é natural, permitirá redução efetiva de custos.

 Oito gigafábricas aumentarão produção

De forma a suportar a transição para a mobilidade elétrica dos seus modelos, a Mercedes-Benz tem planos para construir uma rede de oito gigafábricas em todo o mundo de produção de baterias, que, juntas, terão uma capacidade de produção de 200 GWh.

As baterias da próxima geração serão altamente padronizadas e adequadas para uso em mais de 90% de todos os automóveis e vans da Mercedes-Benz, sendo flexíveis o suficiente para oferecer soluções individuais a todos os clientes. No que diz respeito à fabricação de células, a Mercedes-Benz pretende-se associar a novos parceiros europeus para desenvolver e produzir com eficiência futuras células e módulos, que ajudem a aumentar o autonomia durante o ciclo de vida das baterias e tempos de carregamento ainda mais curtos.  

Vision EQXX com autonomia superior a 1000 km

Apesar de curto espaço de tempo traçado pela Mercedes-Benz/Mercedes-EQ para atingir os objetivos da eletrificação, a marca aposta no desenvolvimento de Concepts Cars para se aproximar da realidade 100% elétrica, que tem como meta no futuro. Para isso, em 2022, irá apresentar o Vision EQXX, um super-veículo elétrico, cujo desenvolvimento etá, neste momento, a cargo da divisão de F1 High Performance Powertrain (HPP) da Mercedes-Benz.

O modelo tem a ambição de ser o automóvel com mais autonomia de sempre e também o mais eficiente na gestão de energia, com os dados agora avançados a perspetivarem uma autonomia superior a 1000 km e um consumo em autoestrada de mais de 9,65 km por cada kWh ou, por outras palavras, um consumo inferior a 10 kWh/100 km.