Preloading Soc. Com. C. Santos
Loading...

Notícias

07/06/2024 16:56

Mercedes-Benz LN2: “classe leve” faz 40 anos

Há quarenta anos, após uma apresentação à imprensa internacional em Roma, a gama Mercedes-Benz LN2 começou a conquistar o segmento dos camiões leves. Estes camiões não têm uma designação oficial de modelo, mas deixaram marca.

Produzidos entre 1984 e 1998, os Mercedes-Benz LN2 substituíram o LP leve, que era o número um do segmento há quase 20 anos. Após a introdução do LN2, os camiões leves também apresentaram cabine basculante. Além disso, estes modelos já antecipavam o visual da classe de serviço pesado (SK em 1988).

A “classe leve” cobria uma gama maior do que os seus antecessores: com um peso bruto de 6,5 a 13 toneladas (modelos 709 a 1320, mais tarde até 1524), sobrepunha-se no patamar inferior da gama com a van Düsseldorf/ Segmento T2 e no seu topo com o Mercedes-Benz NG/SK. Além do transporte de curta distância, distribuição e estaleiro de obras, o Mercedes-Benz LN2, com categorias de potência de 90 a 204 cv e cabine de longa distância com compartimento de cama, satisfez a crescente utilização desta classe de veículos no longo curso. A partir desta data, a gama de camiões da então Daimler-Benz serviu todos os fins e categorias de peso.

Gama desenvolvida do zero

Os camiões Mercedes-Benz LN2 foram desenvolvidos de raiz. Ofereciam mais segurança ativa e um elevado nível de conforto de condução. Os veículos tinham comprimentos de carroçaria comparáveis aos dos camiões LP, distância entre eixos menor e direção assistida de série. O progresso técnico foi evidente em todos os componentes do veículo – desde a cabina à transmissão, chassis e travões. Pela primeira vez, os camiões de produção em série com um peso bruto igual ou superior a 6,5 toneladas já estavam equipados com um sistema travões pneumático (ar comprimido). O modelo também permitia também a instalação do sistema de travagem antibloqueio.

Os motores OM 364 e OM 366 de quatro e seis cilindros da Classe Light foram desenvolvidos para alcançar uma elevada velocidade de transporte como parte do processo de otimização do sistema de transmissão. Usaram como base o OM 312, da série de motores 300, que remonta a 1949. Outra novidade: pela primeira vez, a Daimler-Benz contou com pneus de baixo perfil na “classe leve” no design de veículos comerciais, com objetivo de tornar a utilização mais segura em todas as condições. O comportamento otimizado incluiu propriedades neutras em curva, independentemente da condição de carga, praticamente nenhum movimento autodireccional durante a travagem ou viragem, estabilidade direcional precisa e movimentos mínimos de rolamento.

Quando os novos camiões “classe leve” substituíram os anteriores modelos ligeiros LP em 1984, após quase 20 anos de produção, este foi um grande passo. Do 709 ao 1320 (mais tarde até o 1524), havia amplas opções de variantes de peso e potência de motor. Também estava disponível tração integral. Apesar do extenso equipamento de série, da tecnologia de ponta dos veículos até ao último detalhe e das cabinas de condução inclináveis, os novos modelos conseguiram superar a elevada rentabilidade comprovada da série antecessora LP: o seu volume de carga e capacidade de transporte eram superiores e o consumo de combustível e custos de manutenção e reparação foram reduzidos em 10%.


Dados técnicos do Mercedes-Benz LN2 da coleção

O modelo mais utilizado da série LN2 – um camião de 7,5 toneladas com 136 cv e designação de modelo 814 – faz parte da coleção clássica de camiões Mercedes-Benz. Tem na lona o slogan publicitário de lançamento de mercado.

Ano de construção: 1991

Motor: Diesel OM366 de 6cilindros

Cilindrada: 5958 cc

Potência: 136 cv/100 kW

Vel. Máx.: 90 km/h

Quer ficar a par de todas as nossas novidades?

Esteja por dentro de todas as nossas mais recentes novidades.

Marcação de test-drive
Marcação de Serviço
Assistência 24h
Pedido de orçamento
Peças & Acessórios
Pedido de informações